Bíblia do Caminho Testamento Redentor

Atos dos Apóstolos  † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 5  † 

(Versículos e sumário)

5 Um varão por nome Ananias, com sua mulher Safira, vendeu um campo;

2 E com fraude usurpou certa porção do preço do campo, consentindo-o sua mulher, e levando uma parte a pôs aos pés dos apóstolos.

3 Disse-lhe então Pedro: Ananias, por que tentou Satanás o teu coração para que tu mentisses ao Espírito Santo, e reservasses parte do preço do campo?

4 Porventura não te era livre ficar com ele, e ainda depois de vendido, não era teu o preço? Como puseste em teu coração fazer isto? Não mentiste aos homens, mas a Deus.

5 Ananias, em ouvindo porém estas palavras, caiu e expirou. E um grande temor sobreveio em todos os ouvintes.

6 Uns jovens vieram e o retiraram; levando-o dali, o enterraram.

7 Havendo passado quase três horas, entrou também sua mulher, não sabendo o que tinha acontecido.

8 E Pedro lhe disse: Dize-me, mulher, se vós vendestes por tanto a herdade? E ela lhe disse: Sim, por tanto.

9 Pedro então disse para ela: Por que vos haveis por certo combinado para tentar o Espírito do Senhor? Eis aí estão à porta os pés daqueles que enterraram a teu marido, e te levarão a ti também.

10 No mesmo instante ela caiu a seus pés e expirou. Aqueles moços entrando, acharam-na morta e a levaram, e a enterraram junto ao seu marido.

11 Houve um grande temor em toda a igreja, e entre todos os que souberam disto.

12 Pelas mãos dos apóstolos se faziam muitos milagres, e prodígios entre a plebe. E estavam todos unânimes no pórtico de Salomão.

13 Mas ninguém ousava ajuntar-se a eles, mas o povo lhes dava grandes louvores.

14 E cada vez mais aumentava a multidão dos homens e mulheres que criam no Senhor.

15 De maneira que traziam os doentes para as ruas e os punham em leitos e enxergões, a fim de que, ao passar Pedro, sua sombra cobrisse ao menos a alguns deles, e ficassem livres das suas enfermidades.

16 Assim mesmo concorriam multidão deles das cidades vizinhas de Jerusalém, trazendo os seus enfermos e os possessos dos Espíritos imundos, os quais eram todos curados.

17 Mas levantando-se o príncipe dos sacerdotes, e todos os que com ele estavam (que é a seita dos saduceus) se encheram de inveja e ciúme;

18 E fizeram prender aos apóstolos, e os puseram na cadeia pública.

19 Mas o anjo do Senhor, abrindo de noite as portas do cárcere e tirando-os para fora, lhes disse:

20 Ide, e apresentando-vos no templo, pregai ao povo todas as palavras desta vida.

21 Os quais, tendo ouvido isto, entraram ao amanhecer no templo e se punham a ensinar. Mas chegando o príncipe dos sacerdotes, e os que com ele estavam, convocaram o conselho e a todos os anciãos dos filhos de Israel; e enviaram seus ministros ao cárcere para que fossem ali trazidos.

22 Mas tendo lá ido os ministros, e aberto o cárcere, como não os achassem, voltando deram a notícia,

23 Dizendo: Achamos sim, o cárcere fechado com toda a diligência, e os guardas postos diante das portas, mas abrindo-o, não achamos ninguém lá dentro.

24 Quando porém ouviram a notícia, os magistrados do templo e os príncipes dos sacerdotes ficaram perplexos sobre o que teria sido feito deles,

25 Mas ao mesmo tempo chegou um que lhes deu esta notícia: Olhai que aqueles homens que pusestes no cárcere estão no templo, e doutrinando ao povo.

26 Então foi o magistrado com os seus ministros e os trouxe sem violência, porque temiam que o povo os apedrejasse.

27 E logo que os trouxeram, os apresentaram no conselho. E o príncipe dos sacerdotes lhes inquiriu,

28 Dizendo: Com expresso preceito vos ordenamos que não ensinásseis neste nome e não obstante isto, eis que tendes enchido Jerusalém da vossa doutrina, e quereis lançar sobre nós o sangue desse homem.

29 Mas Pedro, dentre os apóstolos, dando sua resposta, disse: Importa obedecer mais a Deus do que aos homens.

30 O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós destes a morte, pendurando-o num madeiro.

31 A este elevou Deus com a sua destra por príncipe, e por salvador, para dar o arrependimento a Israel, e a remissão dos pecados.

32 E nós somos testemunho destas palavras, e também o Espírito Santo, que Deus deu a todos os que lhe obedecem.

33 Quando ouviram isto, enraiveceram-se, e formavam tenção de os matar.

34 Mas levantando-se no conselho um fariseu por nome Gamaliel, doutor da lei, homem de respeito em todo o povo, mandou que saíssem brevemente aqueles homens,

35 E lhes disse: Varões israelitas, acautelai-vos reparando no que haveis de fazer com estes homens.

36 Porque há algum tempo se levantou um certo Theodas, que dizia ser ele um grande homem, a quem se juntou o número de quatrocentas pessoas com pouca diferença, o qual foi morto, e todos aqueles quelhe deram crédito foram desfeitos e reduzidos a nada.

37 Depois deste levantou-se Judas Galileu nos dias em que se fazia o arrolamento do povo, e levou-o após si, mas ele pereceu, e foram dispersos todos quantos a ele se juntaram.

38 Agora pois, enfim vos digo, não vos metais com estes homens, e deixai-os, porque se este conselho, ou esta obra vem dos homens, ela se desvanecerá.

39 Porém se vem de Deus, não a podereis desfazer, porque não seja que até a Deus resistis. E eles seguiram o seu conselho.

40 E tendo chamado aos apóstolos, depois de os haverem feito açoitar, lhes ordenaram que não falassem mais no nome de Jesus, e os soltaram.

41 Porém eles saíam do conselho cheios de júbilo, por terem sido achados dignos de sofrer afrontas pelo nome de Jesus.

42 E todos os dias não cessavam de ensinar e de pregar a Jesus Cristo no templo e pelas casas.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; Novum Testamentum Graece 28th revised edition, edited by Barbara Aland and others; Parallel Greek New Testament by John Hurt


.

Abrir