Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Esdras    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 4

(Versículos e sumário)

4 Os inimigos porém de Judá, e de Benjamim, souberam que os filhos do cativeiro edificavam o templo ao Senhor Deus de Israel;

2 E vindo ter com Zorobabel, e com os chefes das famílias, lhes disseram: Deixai-nos edificar convosco, porque nós buscamos o vosso Deus assim como vós; e nós lhe temos sempre imolado vítimas, desde o tempo d’Asor Haddan, rei da Assíria, que nos mandou para aqui.

3 E Zorobabel e Josué, e outros chefes das famílias de Israel lhes responderam: Não nos convém edificar convosco a casa ao nosso Deus, mas nós mesmos sós a edificaremos ao Senhor nosso Deus, como Ciro, rei dos Persas, no-lo há ordenado.

4 Sucedeu pois que todo o povo da terra impedisse o trabalho do povo de Judá e os inquietasse na obra.

5 Ganharam também por dinheiro contra eles os conselheiros, para arruinarem o seu projeto durante todo o tempo de Ciro, rei dos Persas, e até o reinado de Dario, rei dos Persas.

6 Mas no reinado d’Assuero, quando ele começou a reinar, ofereceram por escrito uma acusação contra os habitantes de Judá e de Jerusalém.

7 E no reinado d’Artaxerxes escreveu Beselão, Mithrídates, a Thabeel, e os outros, que eram do conselho destes, a Artaxerxes, rei dos Persas; e a carta d’acusação era escrita em siríaco, e se lia na língua dos Sírios.

8 Reum Beelteem, e Samsai, secretário, escreveram de Jerusalém uma carta ao rei Artaxerxes, do teor seguinte:

9 Reum Beelteem, e Samsai, secretário, e os outros seus conselheiros, os Dineus, e os Afarsathaqueus, os Therfaleus, e os Afarseus, os Ercueus, os Babilônios, os Susanequeus, os Dievos, e os Elamitas,

10 E os outros dentre as nações, que o grande e o glorioso Asenafar transportou; e que ele fez morar em paz nas cidades de Samaria, e nas outras províncias da banda d’além do rio.

11 (Esta é a cópia da carta que lhe mandaram); Ó rei Artaxerxes, os teus servos, os varões que habitam da banda d’além do rio, te enviam saudar.

12 Saiba o rei, que os Judeus que transitaram do pé de ti para nós, vieram a Jerusalém, cidade rebelde e péssima, a qual reedificam construindo os seus muros, e reparando as paredes.

13 Agora pois seja notório ao rei, que se esta cidade for reedificada, e os seus muros restaurados, não pagarão mais os tributos, nem os rendimentos anuais, e esta perda chegará até os reis.

14 E nós lembrando-nos do sal, que comemos em palácio, e julgando como coisa injusta o ver os prejuízos do rei, por isso mandamos dar aviso ao rei,

15 Para que examines os livros das histórias de teus predecessores, e acharás escrito nos seus comentários, e saberás que esta cidade é uma cidade rebelde, e inimiga dos reis e das províncias, e que de tempos antigos se tem nela excitado guerras; pelo que também a mesma cidade foi já destruída.

16 Nós pois declaramos ao rei, que se esta cidade for reedificada, e os seus muros restabelecidos, não possuirás as terras da banda d’além do rio.

17 O rei respondeu a Reum Beelteem, e a Samsai, secretário, e aos outros habitantes de Samaria que eram do conselho deles, e aos mais que moravam da banda d’além do rio, desejando-lhes saúde e paz.

18 A acusação, que vós nos enviastes, foi manifestamente lida na minha presença;

19 E foi ordenado por mim; que se examinassem as memórias, e acharam que de tempos antigos se tem esta cidade revoltado contra os reis, e que nela se têm excitado sedições, e guerras;

20 Porque em Jerusalém houve reis muito valentes, que também foram senhores de todas as terras, que estão da outra banda do rio; e que recebiam também delas tributos e impostos, e rendimentos.

21 Agora pois ouvi o que eu ordeno: Embaraçai esses homens que não reedifiquem essa cidade, até que eu não mande o contrário.

22 Vede não sejais negligentes em executar esta ordem, e não suceda crescer o mal pouco a pouco contra o interesse dos reis.

23 A cópia pois deste edito do rei Artaxerxes foi lida diante de Reum Beelteem, e de Samsai, secretário, e dos seus conselheiros; e a grã pressa o foram levar a Jerusalém aos Judeus, e lhes impediram de mão armada a obra.

24 Então foi interrompida a obra da casa do Senhor em Jerusalém, e não se trabalhou nela até o segundo ano do reinado de Dario, rei dos Persas.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt


.

Abrir