Bíblia do Caminho Antigo Testamento

Gênesis    † 

(Vulgatæ Editionis)

CAPÍTULO 42

(Versículos e sumário)

42 Sabendo pois Jacob que se vendia pão no Egito, disse a seus filhos: Porque sois vós tão descuidados?

2 Eu ouvi que se vendia trigo no Egito; descei, e comprai-nos o necessário, para que possamos viver, e não morramos de fome.

3 Descendo pois os dez irmãos de José, para comprarem trigo no Egito,

4 Tendo ficado Benjamim em casa retido por Jacob, qual tinha dito a seus irmãos: Não seja que ele experimente no caminho algum desastre;

5 Entraram na terra do Egito com outros que ia a comprar. Havia então fome na terra de Canaã.

6 E José era o príncipe na terra do Egito, e conforme o seu mando se vendia o trigo aos povos. E como o adorassem seus irmãos,

7 E os tivesse conhecido falava-lhes mais asperamente como a estranhos, perguntando-lhes: Donde vindes? Os quais responderam: Da terra de Canaã, para comprarmos o necessário para o sustento.

8 E todavia conhecendo ele mesmo os irmãos, não foi conhecido deles.

9 E lembrado dos sonhos, que em outro tempo tivera, lhes disse: Vós sois espias; viestes a ver os lugares mais fracos da terra.

10 Os quais responderem: Não é assim, senhor, mas os teus servos vieram para comprar de comer.

11 Nós todos somos filhos de um mesmo homem; vimos de paz, nem os teus servos maquinam mal algum.

12 Aos quais ele respondeu: Isso não é assim; vós viestes observar os lugares indefensáveis desta terra.

13 Porém eles disseram: Nós somos doze irmãos teus servos, filhos de um homem na terra de Canaã; o mais pequeno está com nosso pai, o outro não sabemos dele.

14 É o que eu disse, tornou José: Sois uns espias.

15 Já desde agora vou a experimentar-vos; pela vida de Faraó não saireis daqui, até que venha vosso irmão mais pequeno.

16 Mandai a um de vós outros, que o traga; vós porém sereis postos em prisão, até que se prove se as cousas que dissestes são porventura verdadeiras ou falsas, aliás pela vida de Faraó que sois uns espias.

17 Meteu-os pois em prisão por três dias.

18 Tirados porém do cárcere no dia terceiro, disse: Fazei o que vos disse, e vivereis, porquanto temo a Deus.

19 Se sois de paz, um vosso irmão fique em ferros no cárcere; vós porém retirai-vos, e levai para vossas casas o trigo que comprastes,

20 E trazei-me a vosso irmão mais pequeno, para que possa averiguar o que dizeis, e vós não morrais. Eles fizeram como José lhes dissera,

21 E uns aos outros disseram: Justamente padecemos estas cousas, porque pecamos contra o nosso irmão, vendo a angústia de seu coração, quando ele nos suplicava, e nós o não atendemos; por isso veio sobre nós esta tributação.

22 Um deles chamado Ruben disse: Porventura não vos disse eu: Não queirais pecar contra o menino; e vós não me ouvistes? eis-aí se requer de nós o seu sangue.

23 Eles porém não sabiam, que José os entendia, porque lhes falava por intérprete.

24 E José se apartou por um pouco, e chorou; e voltando lhes faltou.

25 E pegando de Simeão, e ligando-o na presença deles, mandou aos oficiais, que enchessem os seus sacos de trigo, e repusessem o dinheiro de cada um nos seus respectivos sacos, dando-lhes de mais disso mantimentos para o caminho; o que foi logo executado.

26 Porém eles levando o trigo nos seus jumentos, partiram.

27 E abrindo um deles o saco, para dar de comer ao jumento na estalagem, dando com o dinheiro na boca do saco,

28 Disse para seus irmãos: Tornaram-me a dar o dinheiro, ei-lo aqui está no saco. E pasmados, e perturbados disseram uns para outros: Que é isto que Deus nos fez?

29 E vieram para a terra de Canaã para Jacob seu pai, e lhe contaram tudo o que lhes aconteceu, dizendo:

30 O senhor da terra nos falou com dureza, e julgou que nós éramos espias da província.

31 Nós lhe respondemos: Somos de paz, nem maquinamos traições algumas.

32 Somos doze irmãos gerados de um mesmo pai; de um não sabemos, e o mais pequeno está com nosso pai na terra de Canaã.

33 Ele nos respondeu: Eu provarei deste modo que sois de paz: Deixai um irmão vosso em meu poder, e tomai os mantimentos necessários para as vossas casas, e retirai-vos,

34 e trazei-me o vosso irmão mais pequeno, para que eu saiba que não sois espias, e possais recobrar este, que fica preso, e depois tenhais licença  para comprar o que quereis.

35 Ditas estas coisas, ao despejar o trigo, cada  um deles achou o dinheiro atado na boca dos sacos; e espavoridos ao mesmo tempo todos.

36 Disse seu pai Jacob: Vós fizestes com que eu ficasse sem filhos, José já o não há, Simeão está metido em um cárcere, e haveis de levar-me a Benjamim; sobre mim vieram todos estes males.

37 Ruben lhe respondeu: Tira a vida a dois filhos meus, se eu to não trouxer outra vez; entrega-mo, e eu to restituirei.

38 Porém ele disse: Não irá meu filho convosco; seu irmão morreu e ele ficou só; se lhe acontecer alguma adversidade na terra para onde ides, levareis com essa dor a minha velhice à sepultura.



Há imagens desse capítulo, visualizadas através do Google - Pesquisa de livros, nas seguintes bíblias: Padre Antonio Pereira de Figueiredo edição de 1828 | Padre João Ferreira A. d’Almeida, edição de 1850 | A bíblia em francês de Isaac-Louis Le Maistre de Sacy, da qual se serviu Allan Kardec na Codificação. Veja também: A versão Corrigida e revisada, fiel de Almeida; A Hebrew - English Bible — JPS 1917 Edition; La Bible bilingue Hébreu - Français — “Bible du Rabbinat”, selon le texte original de 1899; Parallel Hebrew Old Testament by John Hurt — Estudo do Velho Testamento com Haroldo Dutra Dias


.

Abrir