Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

O Livro dos Espíritos ©

(1ª edição)
(Édition Française)

CONTENDO

OS PRINCÍPIOS DA DOUTRINA ESPÍRITA

Sobre a natureza dos Espíritos, suas manifestações e suas relações com os homens, as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da Humanidade;

Escrito e publicado conforme o ditado e a ordem de Espíritos superiores

Por

ALLAN KARDEC.

PARIS, 18 DE ABRIL DE 1857.

Índice.

(Por capítulos e alfabético)

Aviso sobre esta edição: Federação Espírita Brasileira.

O papel de Allan Karec na Codificação Espírita. (Parte I, II, III, IV): Apresentação do Tradutor.

Introdução ao estudo da Doutrina Espírita. — Páginas (33 e 34.) (34 a 37.) (37 a 40.) (40 a 42.) (42 e 43.) (43 a 49.) (49 e 50.) (50 a 52.) (52 e 53.) (54 e 55.) (55 e 56.) (56 e 57.) (57 a 59.) (59 e 60.) (60.) (61 a 64.) (64 a 66.)

Prolegômenos


LIVRO PRIMEIRO — DOUTRINA ESPÍRITA.


LIVRO 1ºCAPÍTULO I. — Deus. (Questões 1 a 10 a.) — Provas da existência de Deus. — Deus é um ser individual. — Atributos da Divindade.


LIVRO 1ºCAPÍTULO II. — Criação. (Questões 11 a 22 b.) — Princípio das coisas. — Investigações da Ciência sobre o princípio das coisas. — Infinito do Espaço. — Todos os mundos do Universo são povoados de seres vivos. — Formação dos seres vivos na Terra. — Adão. — Diversidade das raças na Terra.


LIVRO 1ºCAPÍTULO III. — Mundo corpóreo. (Questões 23 a 37.) — Seres orgânicos. — Princípio vital. — Instinto e inteligência. — Diferença entre as plantas, os animais e o homem.


LIVRO 1ºCAPÍTULO IV. — Mundo espiritual ou dos Espíritos. (Questões 38 a 79 c.) — Criação dos Espíritos. — Natureza e imaterialidade dos Espíritos. — Forma dos Espíritos. — Perispírito. — O mundo espiritual é o mundo normal primitivo. — Os Espíritos habitam o espaço universal. — Dom de ubiquidade atribuído aos Espíritos. — Faculdade de ver, nos Espíritos. — Comunicações mútuas dos Espíritos. — Estado primitivo dos Espíritos: seu aperfeiçoamento progressivo. — Diferentes ordens de Espíritos. — Todos os Espíritos tendem à perfeição. — Queda dos anjos. — Demônios. — Funções e atribuições dos Espíritos. — Faculdades intelectuais dos Espíritos; seus conhecimentos do passado e do futuro. — Penas e gozos dos Espíritos. — Famílias de Espíritos.


LIVRO 1ºCAPÍTULO V. — Encarnação dos Espíritos. (Questões 80 a 100 b.) — Objetivo da encarnação. — A alma. — Há três coisas no homem: o corpo, a alma e o perispírito. — Dupla natureza do homem. — Origem das paixões. — União da inteligência e da perversidade. — Instante da união entre a alma e o corpo. — Relações congênitas entre filhos e pais. — Semelhanças físicas e morais. — Indivisibilidade da alma. — Sede da alma. — A alma é interna ou externa? — Influência da matéria e dos órgãos sobre as manifestações da alma. Loucura. Idiotismo. — Ideias intuitivas trazidas ao homem pelo Espírito nele encarnado.


LIVRO 1ºCAPÍTULO VI. — Retorno da vida corpórea à vida espiritual. (Questões 101 a 124 b.) — A alma após a morte. — Individualidade da alma antes e depois da morte. — O todo universal. — Independência da alma e do princípio vital. — O corpo pode viver sem a alma. — Separação da alma e do corpo. — Sensação da alma ao retornar ao mundo dos Espíritos. — Lembrança da existência corpórea. — Relações entre as almas dos que se conheceram na Terra. — Maneira pela qual as almas consideram as coisas deste mundo. — Humilhação dos grandes e exaltação dos pequenos.


LIVRO 1ºCAPÍTULO VII. — Diferentes encarnações dos Espíritos. (Questões 125 a 152.) — Reencarnação dos Espíritos. — Metempsicose. — Objetivo da reencarnação. — A vida temporal é uma peneira ou um depurador para o Espírito. — A reencarnação nos diferentes mundos. — Estado progressivo físico e moral dos seres que habitam os diferentes mundos. — Vida eterna. — Espíritos errantes. — Intervalos das existências corpóreas. — Provações da vida corpórea. — Escolha das provas. — Lembrança das existências anteriores. — Marcha progressiva dos Espíritos. — Semelhanças físicas e morais do homem nas suas múltiplas existências.


LIVRO 1ºCAPÍTULO VIII. — Emancipação da alma durante a vida corpórea. (Questões 153 a 171 a.) — Sonhos. — Sonambulismo natural. — Segunda vista. — Alucinações: Visões. — Crisíacos. — Êxtase. — Sonambulismo magnético.


LIVRO 1ºCAPÍTULO IX. — Intervenção dos Espíritos no mundo corpóreo. (Questões 172 a 199.) — Penetração dos Espíritos em nossos pensamentos. — Influência dos Espíritos em nossos pensamentos e atos. — Sujeição do homem aos Espíritos. — Pactos. — Influência dos Espíritos sobre os bens e os males da vida corpórea. — Afeição dos Espíritos por certas pessoas. — Crenças em locais fatalmente propícios ou funestos pela frequência de Espíritos. — Gênios familiares. — Pessoas fatais eu propícias a outras pessoas. — Maldição. — Possessos.


LIVRO 1ºCAPÍTULO X. — Manifestação dos Espíritos. (Questões 200 a 276 a.) — Diferentes naturezas de manifestações. — Médiuns. — Diversas categorias de médiuns. — Papel e influência do médium e do meio nas manifestações. — Sinais de superioridade ou de inferioridade dos Espíritos. — Natureza das comunicações espíritas. — Os Espíritos podem revelar o futuro, as existências anteriores, os tesouros ocultos? — O Espiritismo não é um meio de adivinhação. — Objetivo das manifestações espíritas. — Evocações. — Condições mais favoráveis à evocação. — Manifestações espontâneas. — Espíritos que se podem evocar. — Evocação de pessoas vivas. — Telegrafia humana ou comunicações espíritas entre pessoas vivas.


LIVRO SEGUNDO — LEIS MORAIS.


LIVRO 2ºCAPÍTULO I. — Lei divina ou natural. (Questões 277 a 305 a.) — Caráter e objetivo da lei divina ou natural. — O bem e o mal. — Diferença entre lei natural e estado de natureza. — Conhecimento intuitivo da lei natural. — Revelação. — Profetas. — Caráter da lei de Jesus. — Objetivo do ensinamento dado pelos Espíritos. — Divisão da lei natural.


LIVRO 2ºCAPÍTULO II. — I. Lei de adoração. (Questões 306 a 319.) — Objetivo e forma da adoração. — Vida contemplativa. — Efeitos da prece.


LIVRO 2ºCAPÍTULO III. — II. Lei do trabalho. (Questões 320 a 327 b.) — Objetivo e obrigação do trabalho. — Limite do trabalho. — Repouso.


LIVRO 2ºCAPÍTULO IV. — III. Lei de reprodução. (Questões 328 a 337 b.) — Obstáculos à reprodução. — Aperfeiçoamento das raças. — Celibato. — Casamento. — Poligamia.


LIVRO 2ºCAPÍTULO V. — IV. Lei de conservação. (Questões 338 a 356.) — Instinto de conservação. — Gozo dos bens terrenos. — Necessário e supérfluo. — Limite das necessidades e prazeres do homem. — Excesso e abuso. — Privações voluntárias. — Mortificações ascéticas. — Mutilações. — Suicídio.


LIVRO 2ºCAPÍTULO VI. — V. Lei de destruição. (Questões 357 a 379 b.) — Destruição necessária e destruição abusiva. — Alimentação. — Assassínio. — Duelo. — Pena de morte. — Flagelos destruidores. — Guerras.


LIVRO 2ºCAPÍTULO VII. — VI. Lei de sociedade. (Questões 380 a 390 a.) — Necessidade da vida social. — Vida de isolamento. — Voto de silêncio. — Condições de melhoria social. — Caráter das leis humanas.


LIVRO 2ºCAPÍTULO VIII. — VII. Lei do progresso. (Questões 391 a 402 b) — Estado de natureza. — Caráter do progresso. — Povos degenerados. — Civilização. — Raças rebeldes ao progresso.


LIVRO 2ºCAPÍTULO IX. — VIII. Lei de igualdade. (Questões 403 a 417 a.) — Igualdade natural. — Desigualdade das aptidões. — Desigualdades sociais. — Desigualdade das riquezas. — Provas da riqueza e da miséria. — Pompas fúnebres. — Condição social da mulher.


LIVRO 2ºCAPÍTULO X. — IX. Lei de liberdade. (Questões 418 a 441 c.) — Liberdade natural. — Escravidão. — Liberdade de pensar. — Liberdade de consciência. — Livre-arbítrio. — Fatalidade.


LIVRO 2ºCAPÍTULO XI. — X. Lei de justiça, amor e caridade. (Questões 442 a 452.) — Justiça e direitos naturais. — Amor ao próximo. — Direito de propriedade.


LIVRO TERCEIRO — ESPERANÇAS E CONSOLAÇÕES.


LIVRO 3ºCAPÍTULO I. — Perfeição moral do homem. (Questões 453 a 458 a.)


LIVRO 3ºCAPÍTULO II. — Felicidade e infelicidade na Terra. (Questões 459 a 473)


LIVRO 3ºCAPÍTULO III. — Penas e recompensas futuras. (Questões 474 a 501.)


Epílogo.


NOTAS: Nota I. (Nº 20). | Nota II. (Nº 23). | Nota III. (Nº 134). | Nota IV. (Nº 139). | Nota V. (Nº 145). | Nota VI. (Nº 156). | Nota VII. (Nº 171). | Nota VIII. (Nº 230). | Nota IX. (Nº 235). | Nota X. (Nº 245). | Nota XI. (Nº 257). | Nota XII. (Nº 268). | Nota XIII. (Nº 271). | Nota XIV. (Nº 275). | Nota XV. (Nº 441). | Nota XVI. (Nº 478). | Nota XVII. (Nº 500).


Índice alfabético.

Nota explictiva.

Referências.


As lições dessa bíblia que fizeram citações ao Livro dos Espíritos, poderão ser consultadas na seção Estudos Espíritas.


.

Abrir