Bíblia do Caminho Testamento Kardequiano

Revista espírita 1859 — Ano II. ©

Jornal de estudos psicológicos.
(Édition Française)

CONTÉM: O relato das manifestações materiais ou inteligentes dos Espíritos, aparições, evocações, etc., bem como todas as notícias relativas ao Espiritismo. — O ensino dos Espíritos sobre as coisas do mundo visível e do invisível; sobre as ciências, a moral, a imortalidade da alma, a natureza do homem e o seu futuro. — A história do Espiritismo na Antiguidade; suas relações com o magnetismo e com o sonambulismo; a explicação das lendas e das crenças populares, da mitologia de todos os povos, etc. — Publicada sob a direção de ALLAN KARDEC.


Todo efeito tem uma causa. Todo efeito inteligente tem uma causa inteligente. O poder da causa inteligente está na razão da grandeza do efeito.


Índice.

SISTEMA DE PESQUISA ON-LINE DA REVISTA ESPÍRITA.


Janeiro. | Fevereiro. | Março. | Abril. | Maio. | Junho. | Julho. | Agosto. | Setembro. | Outubro. | Novembro. | Dezembro.

Janeiro 1859. | À S. A. Príncipe G. | Adrien, médium vidente (Sr.). (2º artigo. — Anexado ao primeiro de dezembro de 1858.) | O louquinho de Bayonne. | Conversas familiares de além-túmulo. | Chandruc-Duclos e Diógenes. | Outros. | Os anjos-da-guarda, por São Luís e Santo Agostinho. | Uma noite esquecida ou a feiticeira Manouza. (2º artigo. — Anexado ao primeiro, publicado em novembro de 1858.) | Aforismos espíritas. (Sob esse título daremos, de vez em quando, pensamentos avulsos que em poucas palavras resumirão certos princípios essenciais do Espiritismo.) | Sociedade parisiense de estudos espíritas. — Aviso.


Fevereiro 1859. | Escolhos dos médiuns. | Os agêneres. | Meu amigo Hermann. | Espíritos barulhentos. Como se livrar deles. | Dissertação de além-túmulo. | A infância, anônima. | Outros. | Correspondência. | Uma noite esquecida ou a feiticeira Manouza. (3° e último artigo. — Anexado ao 1º publicado em novembro de 1858.)


Março 1859. | Estudo sobre os médiuns. | Médiuns interesseiros. | Fenômeno de transfiguração. | Diatribes. — Resposta de Allan Kardec aos ataques dirigidos à Sociedade Espírita de Paris, ao Espiritismo em geral e à sua pessoa em particular. | Conversas familiares de além-túmulo. | Paul Gaimard. — Médico da marinha e viajante naturalista, falecido no dia 11 de dezembro de 1858, com 58 anos de idade. Evocado a 24 do mesmo mês por um de seus amigos, o Sr. Sardou. | Sra. Reynaud. — Sonâmbula, falecida em Annonay, há cerca de um ano. Posto que iletrada, tinha uma lucidez notável, sobretudo em questões de medicina. | Hitoti, chefe taitiano. — Um oficial de marinha, presente à sessão da SOCIEDADE no dia 4 de fevereiro último, mostrou desejos de evocar um chefe taitiano, chamado Hitoti, que conhecera pessoalmente, quando destacado na Oceânia. | Um Espírito travesso. — O Sr. J., um dos nossos companheiros na Sociedade, por diversas vezes tinha visto chamas azuis passeando sobre o seu leito. Certos de que se tratava de manifestações, tivemos a ideia de evocar um desses Espíritos, na sessão de 20 de janeiro último, a fim de nos instruirmos sobre a sua natureza. | Outros. | Plínio, o moço.


Abril 1859. | Quadro da vida espírita. | Fraudes espíritas. | Problema moral. | Os canibais. — Não poderia acontecer, com a permissão de Deus, que nenhum Espírito quisesse esses gêneros de vida e, então, qual a necessidade dessas posições em nosso estado social? | Outro. | A indústria, anônimo. — Comunicação espontânea do médium psicógrafo, Sr. Croz. | Conversas familiares de além-túmulo. | Benvenuto Cellini. — Evocação de Benvenuto Cellini, célebre artesão do século XVI. | Sr. Girard de Codemberg. — Autor de: O Mundo espiritual, ou ciência cristã de comunicar-se intimamente com as potências celestes e com as almas felizes. | Sr. Poitevin, aeronauta. — Morto há cerca de dois meses, de febre paratífica, consequente a uma descida forçada no mar. | Outros. | Pensamentos poéticos. — Ditados pelo Espírito de Alfred de Musset à Sra. M***. | Sonâmbulos assalariados. — Como é visto por Allan Kardec a questão dos sensitivos que exploram profissionalmente suas faculdades extrasensoriais e qual o grau de confiança que merecem. | Aforismos espíritas. e pensamentos avulsos. | Aviso.


Maio 1859. | Cenas da vida privada espírita. — Introdução ao estudo do papel que os Espíritos, mau grado nosso, representam entre nós, dando-nos o testemunho de suas observações em cenas da vida privada. | Música de além-túmulo. — Evocação de Mozart e Chopin. | Mundos intermediários ou transitórios. — Mundos que servem aos Espíritos errantes de estações e pontos de repouso. | Ligação entre o Espírito e o corpo. | Refutação de um artigo do “Univers”; e Resposta à réplica do abade Chesnel no “Univers”. | O Livro dos Espíritos entre os selvagens. | Aforismos espíritas e pensamentos avulsos.


Junho 1859. | O músculo estalante. | Intervenção da Ciência no Espiritismo. | Conversas familiares de além-túmulo. | Humboldt. — Falecido a 6 de maio de 1859; evocado na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, a 13 e 20 do mesmo mês. | Goethe. — Evocado na Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, em 25 de março de 1859. | O negro Pai Cesar. — Pai César, homem livre de cor negra, morto a 8 de fevereiro de 1859, com 138 anos de idade, perto de Covington, nos Estados Unidos. Nasceu na África e foi levado para Louisiana com cerca de 15 anos. Evocado na Sociedade parisiense de estudos espíritas, em 25 de março de 1859. | Variedades. | A Princesa de Rébinine. — Texto completo de Paulin Niboye extraído do Courrier de Paris, onde o articulista narra suas impressões como convidado de uma reunião espírita em casa do Barão de G…, e uma experiência com tiptologia em que participou com a princesa Sofia de Rébinine. | O Major Georges Sydenham. — Aparição do Espírito do Major Sydenham ao Capitão V. Dyke.


Julho 1859. | Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas. — Discurso de encerramento do ano social. (1858-1859) | Boletim. — Kardec anuncia que publicará regularmente na Revista o relato das sessões da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | Conversas familiares de além-túmulo. | Notícias da guerra. — Kardec pede que os Espíritos lhes apresentem, para um diálogo mediúnico, alguém que tenha participado da última guerra. O zuavo de Magenta. — Diálogo com o Espírito de um soldado morto na batalha de Magenta. Um Oficial Superior morto em Magenta. — Evocação do General Espinasse. Um Oficial do Exército da Itália. — Segunda palestra com o General Espinasse, publicada na Revista de setembro. Variedades. | Resposta à réplica do abade chesnel no “Univers”. (Anexado ao artigo Resposta à réplica do abade Chesnel no “Univers”.) | Lord Castlereagh e Bernadotte. | O que é o Espiritismo? — Introdução ao conhecimento do mundo invisível ou dos Espíritos.


Agosto 1859. | Mobiliário de além-túmulo. | Pneumatografia ou escrita direta. (A Pneumatografia é a escrita produzida diretamente pelo Espírito, sem qualquer intermediário.) | Um Espírito serviçal. (Uma jovem senhora, que chamaremos senhora Mally, é a pessoa por cujo intermédio ocorrem manifestações que constituem o assunto deste artigo. Ela mora em Bordeaux e tem três filhos.) O guia da senhora Mally. | Conversas familiares de além-túmulo. | Voltaire e Frederico. (Diálogo obtido através de dois médiuns que serviram de intérpretes a esses Espíritos na sessão da Sociedade a 18 de março de 1859.) | Outros. | Boletim da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | Ao Sr. L… de Limoges.


Setembro 1859. | Processo para afastar os maus Espíritos. | Conversas familiares de além-túmulo. | Confissão de Voltaire. | Um oficial do Exército da Itália. (2ª palestra. — Anexada à primeira.) | O General Hoche. | Morte de um espírita. | Outros. | As tempestades. — Papel dos Espíritos nos fenômenos naturais. | Intimidade de uma família espírita. | Aforismos espíritas e pensamentos avulsos.


Outubro 1859. | Os milagres. — Observações a propósito da palavra milagre. | O magnetismo reconhecido pelo Poder Judiciário. | Médiuns inertes. — Respostas esclarecedoras de Allan Kardec a excertos de artigos do Sr. Brasseur publicados no Moniteur de la Toilette. | Boletim da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | Sociedade Espírita no século XVIII. | Conversas familiares de além-túmulo. | O pai Crépin. (Notícia da morte de um homem que vivia em Lyon, onde era conhecido pela alcunha de Pai Crépin, o avarento.) | Outros. | Sra. E. de Girardin, médium. | As mesas volantes.


Novembro 1859. | Deve-se publicar tudo quanto dizem os Espíritos? | Médiuns sem saber. | Urânia. — Fragmentos de um poema do Sr. De Porry de Marselha. | Swedenborg. | A alma errante. (Fragmento d’um volume intitulado: Seis Novelas, de Maxime Ducamp.) | O Espírito e o jurado. | Advertências de além-túmulo. | O oficial da Crimeia. | Outros. | Os convulsionários de Saint-Médard. | Observações a propósito da palavra milagre. (Anexado ao artigo Os milagres.) | Aviso.


Dezembro 1859. | Resposta ao Sr. Oscar Comettant. (Allan Kardec responde a uma crítica ao Espiritismo.) | Efeitos da prece. | Um Espírito que não se acredita morto. | Doutrina da reencarnação entre os hindus. (Nota comunicada à Sociedade pelo Sr. Tug…) | Conversas familiares de além-túmulo. | Sra. Ida Pfeiffer, célebre viajante. | As pedras de Java. | Privat d’Anglemont. | Dirkse Lammers. | Michel François. — Um obscuro alveitar, médium vidente sem o saber, que viveu no fim do século XVII, e fora incumbido, pelo que chamou um espectro, de fazer uma revelação ao rei Luís XIV. | Outros. | Comunicações espontâneas obtidas em sessões da Sociedade. | Comunicações estrangeiras lidas na Sociedade. | Um antigo carreteiro. | Boletim da Sociedade parisiense de estudos espíritas. | Os convulsionários de Saint-Médard. (Continuação. — Vide n.° de novembro.) | Aforismos espíritas e pensamentos avulsos.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir