Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Encontros no tempo — Autores diversos


7 n


Caminho do bem

(Sumário)

O verdadeiro amor

1 — Defina para os nossos leitores o que vem a ser, realmente, o verdadeiro amor.

R — O amor verdadeiro é aquele que Jesus exemplificou: aquele que se doa com sentido e espírito de sacrifício, para que a pessoa amada se faça feliz, pois toda vez que nós desejamos algo de alguém, ou que nosso amor pede algo de alguém, ele tem sempre matizes de egoísmo. O amor verdadeiro é aquele que se entrega do ponto de vista do sacrifício pessoal, sem qualquer recompensa.


O ódio e a ignorância

2 — Qual é, no seu modo de ver, a maior ameaça à humanidade, na atualidade?

R — Parece-nos que a ameaça que paira sobre a humanidade será a de todos os tempos: a ameaça que pode sobrevir do ódio e da ignorância, onde nós não desejamos o aprimoramento individual e nem cogitamos de proteção mútua na vida coletiva. O ódio e a ignorância são os nossos maiores inimigos, porque eles é que geram as guerras. As guerras seguem sempre a trajetória do ódio e da ignorância. Do ódio vem a separação, e da ignorância pode surgir o egoísmo.


A crença de cada um

3 — O senhor acha válida, realmente, a crença em pitonisas, adivinhos, horóscopos, etc.?

R — Não tenho autoridade para estar dando opiniões em assuntos quaisquer, e é importante que eu diga isso ao nosso caro jornalista, para que ninguém julgue seja de minha parte uma pessoa capacitada para informar sobre os diversos departamentos de luta e de evolução no campo da humanidade. As crenças sempre existiram, e cada pessoa procura Deus ao seu modo. Se nos acharmos à frente de alguém, e que adora determinada pedra em nome de Deus, devemos respeitar esse alguém, porque é o melhor que esse alguém pode fazer em nome de Deus. De modo que, pitonisas, adivinhos, e porque não dizer, médiuns, sacerdotes, cada um tem a sua tarefa e nós todos devemos estar dentro daquele respeito recíproco, com que devemos reger a nossa vida, para que tenhamos melhor conhecimento de nós mesmos e maior extensão de fé na Providência Divina que dirige nós todos.


A novela “A Viagem”

4 — No seu entendimento, a novela “A Viagem”, atualmente em cartaz na TV Tupi, deve ser levada mais a sério do que as outras, em decorrência do conteúdo de sua Mensagem?

R — A novela “A Viagem”, de autoria de nossa grande patrícia e escritora Ivani Ribeiro é um trabalho digno do maior apreço. Naturalmente, ela contém determinada mensagem sobre imortalidade, sobre a comunicação dos Espíritos, sobre o problema da obsessão. Nós vimos dentro da novela a influência negativa do ódio no campo de nossas vidas, e a Ivani Ribeiro emplacou muito bem estas questões todas. É uma novela merecedora do nosso maior respeito e esperamos que ela possa traduzir o máximo de benefício para nós todos que temos acompanhado com muito entusiasmo o trabalho da nossa grande brasileira, que é a programadora, comentarista, criadora de programas e escritora Ivani Ribeiro. Mas toda novela, tanto quanto todo livro, são portadores de determinadas mensagens. Os piores nos ensinam alguma coisa, nos ensinam aquilo que devemos evitar. Por isso mesmo, São Paulo diz numa epístola: “Lede tudo e escolhei o melhor”. ( † )


Músicas mediúnicas

5 — Há pouco tempo nós ouvimos falar que o senhor estava se preparando para receber mensagens de grandes compositores clássicos. Esta notícia tem fundamento?

R — Não. Essa notícia foi colocada em circulação por um amigo que realmente não nos ouviu com respeito ao assunto, com a antecedência precisa. Estando com a mediunidade da psicografia já há quase cinquenta anos, no livro mediúnico, onde nosso Emmanuel dirige nossas atividades, creio que seja inoportuno deslocar a minha possibilidade modesta de trabalho, das letras para as notas musicais. Vamos esperar que outros possam atender a essa parte.


Mensagem aos araxaenses

6 — E para finalizar, gostaríamos que o senhor dirigisse uma mensagem aos araxaenses.

R — Nossa mensagem é de profunda gratidão à cidade de Araxá pelo testemunho de carinho e de bondade que recebemos na noite de hoje, no dia de hoje, na sede do Caminheiros do Bem. Aproveito a oportunidade para endereçar o meu profundo reconhecimento a todos os meus companheiros araxaenses, especialmente aos companheiros de Doutrina Espírita Cristã. Mas, de todo o nosso coração, agradecemos a toda a cidade de Araxá a demonstração de generosidade de que nós todos fomos objetos, os companheiros de Uberaba, e nós, e os espíritas de outras cidades que acompanharam a inauguração do Centro Espírita Caminheiros do Bem. E ao Correio de Araxá e à Rádio Imbiára a nossa saudação de muito respeito e de muito apreço, esperando que os nossos órgãos de comunicação na imprensa falada e escrita de Araxá possam continuar cumprindo a elevada missão de que se investiram, auxiliando-nos a todos na cultura de cada um de nós.

… E finalizando:

— Pedimos permissão para agradecer a toda a diretoria do Centro Espírita Caminheiros do Bem, especialmente à nossa devotadíssima irmã, dona Sílvia Barsante, ao nosso querido companheiro Antoninho Rezende e a todos estes irmãos extraordinariamente abnegados, que se fizeram sustentáculos de Nosso Senhor Jesus-Cristo e da Doutrina Espírita na interpretação de Allan Kardec, nesta abençoada casa de paz e amor. Gostaria de ter todos os nomes na minha lista, de memória, mas eu deixo o meu coração aqui, reconhecido a todos, em meio dos companheiros de Uberaba, Weaker Batista, dona Zilda Batista; e o doutor Jarbas Leone Varanda falará pelos outros companheiros nossos da Aliança Municipal Espírita de Uberaba, deixando em nome de todos o nosso reconhecimento, porque dona Sílvia Barsante, Sr. Antoninho, todos os companheiros, foram para conosco de uma gentileza sinceramente inqualificável pela altura em que o coração deles se manifestou para conosco. Muito obrigado.


A palavra do Presidente da Aliança Municipal Espírita de Uberaba

Falando ao Correio de Araxá, acerca da noite de autógrafos, assim se expressou o doutor Jarbas Leone Varanda, presidente da Aliança Municipal Espírita:

— Nosso cumprimento inicial a quantos nos ouvem e àqueles que, efetivamente, lerão nas páginas do jornal local a notícia sobre este notável acontecimento espírita, este acontecimento notável para a família espírita, e porque não dize-lo, para toda Araxá, porquanto aqui estamos todos nós, espíritas do Triângulo Mineiro, juntos com nosso companheiro Chico Xavier, nosso benfeitor, aquele que expressa para nós a legítima exemplificação do bem. Não falamos agora, neste instante, como palestrante da noite aqui no Caminheiros do Bem, mas em nome dos órgãos unificantes do Triângulo Mineiro, e por que também não falar em nome da 13ª Confraternização de Mocidades e Madureza Espírita a ser realizada em Araxá em novembro deste ano? E falando isto, nós estamos querendo dizer da nossa alegria, porque a COMETRIM, em Araxá, acreditamos, será um sucesso, porque os braços se abrem pelos corações de nossos amigos de Araxá, não apenas os espíritas cristãos, mas todos aqueles que compõem a comunidade araxaense. A nossa gratidão, o nosso respeito a todos e a certeza de que, juntos, estaremos sempre integrados no Cristo de Deus.


Mensagem psicografada

Aqui, a Mensagem poética que Chico Xavier psicografou em Araxá, na reunião pública e inaugural do Centro Espírita Caminheiros do Bem, na noite do último dia 12:


Caminho do bem

1 Caminheiro do bem, sigamos juntos

A entender, renovar e construir,

Determina o progresso se garanta

A vitória do amor, ante o Sol do Porvir.


2 A fim de continuar, no entanto, sublimando

Ideia, ação e vida em derredor,

Sujeitar-nos ao bem para que o bem se expanda

É o esquema dos Céus para a Terra Melhor.


3 Olha as claras lições da Natureza

No trabalho em silêncio a fulgurar sem nome,

Pão é trigo esmagado alimentando a mesa,

E para que a luz se faça a força se consome.


4 Não há carro sem peças que se ajustem

À interação por força de regime,

Nem solo que produza sem cuidado

Ou ponte sem apoio a que se arrime.


5 Estruturando a forma, espécie a espécie,

Átomos giram sob certas rotas

E o Sol que nos aquece o brilho da existência

Move-se obedecendo à compulsões remotas.


6 Para doar-te auxílio, exige o lume

Vigilância e controle firme e atento

E subordinarás o verbo a que recorras

Para expressar-te os dons do pensamento.


7 Renovação e paz, harmonia e beleza,

Tudo o que nos melhora e nos guarda a esperança

Encontra no trabalho a suprema alegria,

Segundo a Lei do Amor que, em tudo, nos alcança.


8 Por isto, alma querida, onde estiveres

Elevando o lugar que te bendiz,

Deus te iluminará o coração e a estrada

Porque servir e amar é ser forte e feliz.


.Maria Dolores



[9] Entrevista realizada pela reportagem do Correio de Araxá, jornal da cidade mineira de Araxá, divulgada na sua edição de 17 de janeiro de 1976, juntamente com a reportagem: “Chico Xavier em Araxá distribui três mil rosas e psicografa mensagem do Além”. O médium foi entrevistado na madrugada de 13 de janeiro de 1976, no final da Noite de Autógrafos realizada no Centro Espírita Caminheiros do Bem, quando da inauguração da nova sede dessa instituição.


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir