Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Fulgor no entardecer — Autores diversos


6


Laços e enlaces

  1 Por mais que a dor amordace

  Quem ama e vive a sofrer,

  No enlace ou fora do enlace,

  Ama sempre até morrer.

.Lívio Barreto


  2 Conceito claro e profundo

  Que se eleva sem se impor:

  A casa é feita no mundo

  E o lar é feito no amor.

.Quintino Cunha


  3 Duas almas, quando unidas,

  Mesmo entre os rudes labéus,

  Vencem milênios e vidas,

  Seja na Terra ou nos Céus.

.Gil Amora


  4 O espírito escolhe o corpo,

  Que o servirá no porvir,

  Somente quando merece

  Certa missão a cumprir.

.Joaquim Magalhães


  5 O obsessor na mulher,

  Que o guarda mimado e aceito,

  Nasce dela como quer

  E vive de qualquer jeito.

.Irmão do Mestre Telles


  6 O amor em duas pessoas

  De tal forma se condensa

  Que enquanto uma delas fala

  Reflete o que a outra pensa.

.Jovino Guedes


  7 Na afeição — mistério vivo —,

  Vejo as fotos como são:

  O namoro é o negativo,

  Enlace é a revelação.

.Álvaro Martins


  8 Muito amor que se conquista

  Lembra o rifão justo e raro:

  — “Quem a paca caro compra

  Pagará a paca caro.”

.José Carvalho


  9 Lá na praça do Ferreira,

  Vejo muitos laços loucos,

  Muito amor na chocadeira,

  Casamentos, muito poucos.

.Carlos Gondim


  10 Se amor é luz infinita,

  Ninguém me indague ou confunda:

  Deixo esta nota esquisita

  Ao nobre Joaquim Catunda.

.Ulysses Bezerra


  11 Não entendo as novas tranças…

  Matrimônios, regredindo…

  E, em matéria de crianças,

  O número vai subindo…

.Hugolino Costa


  12 Casamento, belo encanto,

  Lembra um livro, amigos meus,

  A família é o texto santo

  E o índice está com Deus.

.Lopes Sá


  13 Regressando a novo corpo

  E usando amor e juízo,

  Desejo casar na Terra

  Quantas vezes for preciso.

.Juvenal Galeno


  14 Com todos os meus pertences,

  Trago, contente e janota,

  Aos meus irmãos cearenses

  Grande abraço do Leota

.Leonardo Motta


  15 Mesmo ante a grita do povo,

  Haja seca onde se vá,

  Eu quero nascer de novo

  Na terra do Ceará.

.Sinfrônio Pedro Martins



(Trovas recebidas em reunião pública do Grupo Espírita da Prece, na noite de 24.01.81, em Uberaba, Minas Gerais, reunião realizada com a presença da caravana fraterna em visita à Cidade de Uberaba, procedente de Fortaleza, Capital do Ceará, organizada pela folha “Manhã de Sol”, daquela capital e dirigida pelo distinto Jornalista Dr. Ary Bezerra Leite).


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir