Bíblia do Caminho Testamento Xavieriano

Perante Jesus — Emmanuel


1


No roteiro cristão

1 Em verdade, Cristo avança…

2 E se realmente necessitamos da sabedoria que Lhe erija um trono de glorificação no cérebro dos homens, não podemos prescindir do amor que Lhe pavimente o caminho no reino das almas.

3 Há cultura da inteligência e há cultura do coração.


4 É por isso que, aceitando o campo vasto do Espiritismo Evangélico por abençoada escola de preparação, à frente do futuro, compreendemos que a fenomenologia possui o destacado lugar que lhe compete, nos arraiais doutrinários, e não ignoramos que as ilações filosóficas constituem complemento inalienável do esquema de ensinamentos que integram o patrimônio sublime da Nova Revelação.

5 Assinalamos, no entanto, por serviço urgente e inadiável a educação do Homem Interior, afeiçoando-o ao Evangelho Redivivo, nos padrões do Cristo, gerando energias do caráter e do sentimento, únicos moldes de elevação moral, suscetíveis de garantir a renovação do mundo.

6 Se o Mestre torna ao planeta por intermédio de vozes inúmeras que se fazem emissárias do seu Verbo de Luz, não podemos, indiscutivelmente, olvidar a construção dos caminhos espirituais, destinados a veicular-Lhe a Divina Influenciação.


7 É por esse motivo que nos detemos no esforço de erguimento da alma popular a mais altos níveis, a fim de que a fortuna científica de alguns se descentralize, em benefício de todos, e para que a bênção do amor se incline ao fundo vale, onde se debatem as forças desvairadas da discórdia e da ignorância, desintegrando as nuvens de miséria e de dor que impedem a planificação da Terra melhor, sob a inspiração do nosso Divino Mestre.

8 Nesse sentido, urge nos convertamos, não somente em ouvintes atenciosos da palavra ou em pregoeiros da fraseologia brilhante, mas igualmente em trabalhadores ativos e sinceros, capazes de suportar a charrua pesada nas tarefas sacrificiais da nova sementeira, colaborando na edificação do Homem Renovado, efetivamente digno do título da Humanidade que vaidosamente ostentamos.


9 A esfera de serviço agiganta-se, sob todos os aspectos, e Jesus, na vanguarda, pede mãos operosas e corações devotados ao Infinito Bem que extirpem da plantação espiritual do mundo os vermes destruidores do egoísmo e do orgulho, da maldade e do ódio, sem eliminar a vida promissora das vergônteas valiosas que enriquecerão a gleba planetária, no futuro grandioso, reclamando braços que não se recolham, desalentados e indolentes, diante da perturbação e do sofrimento, da dificuldade e da sombra, colocando, acima de tudo, a obra que nos compete desenvolver, e incentivando, com o milagre da boa vontade incessante, a criação da mente cristã, segura e compreensiva, apta a aplicar, com alegria, os sagrados princípios que a Boa Nova nos convida a materializar, na legítima consagração do Reino do Amor entre todas as criaturas.


10 A hora moderna, saturada de doutrinação verbalística, através da hipertrofia da inteligência, exige entendimento e ação, ensino e prática, teoria e exemplo, palavras e obras, conclusões e fatos, ideal e realização.

11 A crise de instrutores gera crises de ignorância, tanto quanto a preguiça do semeador faz a indigência do celeiro.

12 E para que não nos despenhemos nos precipícios da morte e da treva, plasmando com a nossa própria riqueza cerebral o catafalco de nossas grandezas, é imprescindível a concentração de grandes falanges de servidores da Luz, no aperfeiçoamento do coração, a fim de que o Senhor encontre sendas libertas, nos campos do espírito em que nos agitamos, promovendo, com segurança, a nossa redenção.

13 Em toda parte, esperam por nós a educação e a assistência, solicitando-nos não apenas projetos salvacionistas, mas também atividade regeneradora e trabalho fecundo para que todos os nossos companheiros de peregrinação terrestre, nas diversas estações em que a nossa romagem se subdivide, encontrem na atuação de nossa fé o concurso da fraternidade real, sentida, vivida e intensamente aplicada, possibilitando a manifestação do Reino de Deus, entre nós, na exaltação do presente e na garantia do porvir.


14 Eis porque o Espiritismo para nós outros significa acesso à Boa Nova, compelindo-nos à melhoria da comunidade pelo aprimoramento de nós mesmos.

15 Nele encontramos a Doutrina de Luz, descerrando templos de caridade e compreensão no espírito humano, arrebatando-nos a alma ao cárcere das trevas e conduzindo-nos ao trabalho salutar e santificante, através do qual traçaremos o roteiro iluminado em que o Mestre nos retomará ao seu regaço, reconquistando-nos para o engrandecimento do seu Reino de Amor, hoje e sempre.


.Emmanuel


Citação parcial para estudo, de acordo com o artigo 46, item III, da Lei de Direitos Autorais.

.

Abrir